A mãozinha (in)visível

Na vida política portuguesa, há alçapões que poucos conseguem contornar. O perfume do poder é suficientemente hipnotizante para desencadear promessas imprudentes, inexequíveis, ou ambas as coisas em simultâneo. São inspiradas pelo calor das batalhas eleitorais ou pela necessidade calculista de persuadir os eleitores a colocarem a cruzinha onde se pretende.

Written by João Cândido da Silva, Sept. 12, 2008, midnight

Ah Valente!

Apesar do peso sufocante do Estado, há sempre quem insista em que faça mais, qualquer coisa mais, para vencer a crise. Preferia que o Estado deixasse de tentar ajudar, a não ser cumprindo bem as funções que exclusivamente lhe cabem. Se se constatam tantas falhas em serviços essenciais, tão grave ...

Written by Tiago Azevedo Fernandes, Feb. 10, 2011, midnight

O homem é capaz de tudo

Celebramos mais um aniversário da Declaração Universal dos Direitos do Homem. A Declaração Universal dos Direitos do Homem contém um preâmbulo e 30 artigos. Está traduzida em mais de 250...

Written by Carlos Pinto de Abreu, Dec. 10, 2011, midnight